Tirinha #33 | Protesto falho

Na casca do ovo | Tirinha #33

A grande verdade é que poucos são os cartunistas que fogem da prisão que é a fórmula “poucos quadros, piada no último quadro”. Eu, inclusive, me incluo nessa lista e acho que esse formato ainda está impregnado nas minhas tirinhas por um par de motivos: 1) os mestres que mais me influenciaram (Quino, Watterson, Schulz) eram fieis a essa fórmula; 2) se maturidade for necessária para tal, ainda não me considero maduro o suficiente nessa mídia para aventurar-me num processo de desconstrução muito evidente. Mas talvez o próprio fato de admitir isso me instigue o bastante para que em alguma das próximas tiras eu me afogue em ousadia. Ou não.

De qualquer forma, é bom ver que tem muita gente boa experimentando por aí, como é o caso do Heneh e da dupla Wulff & Morgenthaler.

TwitterFacebookOrkutGoogle ReaderShare

Tags: , ,

6 comentários para “Tirinha #33 | Protesto falho”

  1. Kelma disse:

    Tb acho meio difícil fugir desse formato. O legal da tirinha é ela acabar e a pessoa ficar rindo no final…

  2. ALEXANDRA FREIRE disse:

    UM POUCO PRISIONEIRO DAQUELA RECEITA DE BOLO SIM….MAS UM PRISIONEIRO TEM SEUS DIAS DE REBELDIA! HEHEHEHEEÉ COMO VC DISSE….SE AFOGUE MESMO NA OUSADIA DE VEZ EM QUANDO! RECONHECER QUE HÁ UM CERTO PADRÃO JÁ É UM COMEÇO…

  3. Marcelo disse:

    É a dança do cuduro!!!

  4. Diego Maynard disse:

    Hehehe, parece ser a melhor forma.
    Estou no aguardo para as próximas =]

  5. Bruno Barros disse:

    Na verdade eu tenho um pouco de medo de ser nonsense demais e perder o pouco público que ainda tenho! :P

Deixe uma resposta para Bruno Barros